Fábio Veras discute a inovação no mundo 4.0

No dia 19 de fevereiro, a Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE) promoverá palestra com o professor Fábio Veras, um dos maiores especialistas em inovação e empreendedorismo de Minas Gerais. O evento terá início às 19h, no auditório da Escola, e valerá horas de atividade complementar para os alunos participantes.

Mundo 4.0

O foco da palestra será a inovação no mundo 4.0, tema importante e atual. Estudo inédito da Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgado nesta semana mostra que entre 24 setores da indústria brasileira, 14 precisam adotar com urgência estratégias de digitalização para se tornarem internacionalmente competitivos. Entre eles estão os setores de farmoquímicos e farmacêuticos, couro e calçados, vestuário e assessórios, máquinas e aparelhos elétricos, equipamentos de transporte, produtos de metal, e artigos de borracha e plástico.

De acordo com a pesquisa, os segmentos citados apresentam produtividade inferior à média internacional e baixa inserção no comércio exterior. O grau de inovação, por sua vez, é bastante heterogêneo. “A Indústria não faz a menor noção do que está acontecendo, sobretudo a indústria de Minas Gerais. Ela foca em produtos, enquanto vivemos a era do modelo de negócios, assim a competitividade fica muito difícil”, avalia o professor Fábio Veras.

Kodak

Para destacar a importância da inovação, Veras cita o clássico exemplo da empresa americana Kodak. Mesmo com a câmera digital, a Kodak continuou a apostar no mercado de fotografia com filme durante mais de duas décadas, e só em 2003 parou de fazer investimentos no negócio já defasado. “A Kodak não entendeu qual era a verdadeira natureza do negócio dela, que não era a revelação de fotografias, mas o registro de momentos inesquecíveis. No mesmo ano que a Kodak quebrou, o Instagram foi vendido por um bilhão de dólares, com 20 funcionários”, aponta.

Currículo

Fábio Veras possui mestrado e doutorado em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). É especialista em Gestão Estratégia e Inovação pela Wharton School da Universidade da Pensilvânia. Participou de programas de Inovação e Empreendedorismo nas universidades de Stanford e Harvard. Foi Secretário de Estado, Diretor de Operações e Diretor Técnico do Sebrae. É professor universitário e ocupa atualmente o cargo de Superintendente de Desenvolvimento de Novos Negócios na Federação das Indústrias. “Acredito em propósito e legado. Acredito e pratico o olhar coletivo e o espírito incrível de colaboração que vivemos no mundo das startups pode revolucionar a atividade empresarial tradicional”, destaca.