Laboratório de Química – Produção de Biogás

– Por Tatiani Alves, estudante do 2° período de Engenharia Civil da EMGE.

 

Durante uma aula da disciplina Laboratório de Química, ministrada pela Profª. Aline Oliveira, os alunos do 2° período foram desafiados a elaborar um experimento que envolvesse a QUÍMICA na ENGENHARIA. É interessante como a QUÍMICA é capaz de demostrar novos horizontes e expandir ideias para maior evolução da cidadania. Atualmente muito se fala sobre sustentabilidade, mas pouco se faz. Afinal, somos cidadãos ativos que contribuem para a geração de um planeta mais saudável? Muitos provavelmente responderiam que sim, mas poucos fazem o descarte correto do lixo ou conhecem seu destino final.

Infelizmente esse assunto ainda é pouco abordado, mas imagine se o resíduo gerado em sua casa pudesse produzir energia e gás. Essa tecnologia já é possível e vem sendo implantada em grandes fazendas, gerando maior sustentabilidade e economia no campo. Encantados com a inovação e voltados para o campo da sustentabilidade, os alunos Ana Carolina, João Marra, Mateus Victor, Talia Marques e Tatiani Alves basearam o experimento na produção do Biogás através do Biodigestor Anaeróbico.

 

Biogás

O Biogás é produzido através da decomposição da matéria orgânica por bactérias anaeróbicas que trabalham na falta de oxigênio. Os aterros são responsáveis pela geração de 6% a 20% de Metano anualmente, esse gás não é reutilizado e acaba contribuindo para o efeito estufa. Na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) o biogás é gerado através de reatores e ao final do processo é queimado e transformado em CO2. Algumas unidades já reutilizam o Biogás como forma de energia elétrica, em um processo onde ocorre a conversão da energia química do gás em energia mecânica, capaz de ativar o gerador para a produção da energia elétrica.

O biogás pode conter de 40% a 80% de Metano (CH4) e sua queima gera a seguinte equação:

CH4(g) + 2O2(g)  →  CO2(g) + 2H2O(g)

Em sua composição também há uma mistura de Nitrogênio (N2), Amônia (NH3), Ácido Sulfúrico (H2SO4) e Amina (CH3NH2).

 

Experimento

Os alunos se basearam no postulado de Lavoisier, correspondente a Lei de Conservação de Massa, que diz: “Na natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”. Com esse intuito, foi criado um protótipo de biodigestor caseiro, sendo usado para a produção de gás através do estrume de cavalo e de água.

Para a construção do biodigestor os alunos usaram peças de PVC, garrafão de água 20L e registro de gás, como pode ser observado na foto. Os resíduos permaneceram no garrafão por cerca de 5 dias, onde por meio da fermentação gerou o biogás, testado através de um aparelho destinado a medir a concentração de gás presente no ambiente. Após já terem produzido o biogás os resíduos podem ser reutilizados: o material mais grosseiro vira adubo e o líquido proveniente é um ótimo biofertilizante, que ao ser dissolvido em água gera mais vida para as plantas e protege de fungos e bactérias.

Muito usado em comunidades rurais, o biogás se tornou principal fonte de energia e gás. Modelos de pequeno porte do biodigestor são construídos e famílias de pouca renda, ou mesmo localizadas em locais de difícil acesso podem ter maior conforto em suas residências. O biogás contribui também para a sustentabilidade, matérias que eram destinadas ao lixo, hoje podem tornar-se energia, gás e adubo, além de ser uma fonte mais limpa e impactar menos o meio ambiente.

Se todos adotarem essa prática, o planeta agradece e o nosso bolso também!

 

Fonte: ECYCLE. Biogás: o que é e como ele é transformado em energia; Ecycle, sua pegada mais leve. Disponível em: <https://www.ecycle.com.br/2972-biogas> Acesso em 02 de junho de 2019.