EMGE participa de mostra de profissões no Colégio Marista

 

Na última semana, a Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE) participou de mostra de profissões promovida pelo Colégio Marista Dom Silvério, levando aos alunos do ensino médio informações sobre as possibilidades de carreira na Engenharia e a proposta pedagógica da instituição. A equipe da EMGE foi composta pelos professores Cristiano Lacerda, coordenador do curso de Ciência da Computação, Aline Oliveira, coordenadora do curso de Engenharia Civil, e pelos alunos Danielle Aparecida, Douglas Célio, Katlyn Ribeiro, Vitor Calassa, Gustavo Lemos e Patrícia Azevedo. Eles ocuparam uma sala do Colégio Marista dedicada unicamente à Escola, onde puderam expor equipamentos, experimentos e maquetes.

O professor Cristiano Lacerda demonstrou para os alunos algumas das tecnologias de maior potencial de desenvolvimento e que estão à disposição do corpo discente da EMGE nos Cursos de Engenharia Civil e Ciência da Computação. “Os alunos tiveram contato com equipamentos de realidade virtual, impressão 3D, robôs e sensores de ondas cerebrais”, contou Cristiano.

Já a professora Aline e os estudantes da EMGE apresentaram uma maquete produzida para o trabalho interdisciplinar e realizaram experimentos de química e física, com destaque para a Plataforma Giratória, que roubou a atenção dos alunos e professores do Colégio Marista. Neste experimento, observa-se uma das mais importantes leis da física, relacionada a dinâmica de rotações e ao movimento angular.

Plataforma

Uma pessoa é colocada em uma plataforma giratória, isenta de atrito, com dois halteres (um em cada mão) e deve estender os braços completamente na horizontal. A pessoa recebe então um leve impulso e começa a girar, com uma velocidade inicial não muito elevada. Em seguida, a pessoa deve fechar os braços, levando-os ao tronco. Percebesse, instantaneamente, que a pessoa começa a girar muito mais rápido que antes.

Depoimentos

“Achei tudo o que foi mostrado pela EMGE muito tecnológico e inovador, não é algo que eu imaginava quando pensava em engenharia, pensava em algo muito mais teórico e menos prático”, Laura Costa, aluna do 2º ano do Colégio Marista.

“A participação da EMGE está muito boa! Os alunos estão conseguindo aplicar os conhecimentos vistos em sala de aula de forma prática. A plataforma giratória é muito interessante. Há tantas atividades na vida da gente quem evolvem a física, a química, e nós não conseguimos reconhecer”, Maria Célia, coordenadora pedagógica no Colégio Marista.

“Achei bacana a sala da EMGE. Quero ir para a área das exatas, para a engenharia, mas não sei ainda qual. A maquete foi o que mais me chamou a atenção”, Victor Andrade, aluno do 2º ano do Colégio Marista.

“Participar da mostra de profissões no Colégio Marista foi bem bacana e divertido, pois tivemos a oportunidade de expor nossos trabalhos que desenvolvemos para algumas disciplinas do curso de Engenharia Civil, e também compartilhamos um pouco da nossa experiência para os alunos do ensino médio do colégio, mostrando a eles como podemos aprender de uma forma mais divertida, estimular nossa criatividade e mostrar o potencial da engenharia sustentável que nos é ensinando no curso”, Douglas Célio Brandão, aluno do 4º período de Engenharia Civil da EMGE.

 Achei muito interessante a experiência de participar da Mostra de Profissões do Marista e ter essa interação com os alunos. Pude lembrar um pouco da minha adolescência, entre os 17 e 18 anos, quando eu não sabia o que fazer, qual profissão escolher, qual o curso. Foi muito legal ver os olhares dos alunos, a curiosidade, a interação com o professor Cristiano e com a professora Aline, e mostrar para eles experimentos de química, a maquete, a plataforma giratória, que foi o que chamou mais a atenção. Quando tiver outra oportunidade, será um prazer divulgar a EMGE, uma faculdade que me abraçou e que amo estar! Tenho crescido e aprendido muito”, Danielle Aparecida, aluna do 4º período de Engenharia Civil da EMGE.