EMGE fortalece parceria com o Crea-MG

Sede do Crea-MG, em Belo Horizonte.

A parceria entre a Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE) e o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-MG) está cada vez mais forte. Neste semestre, a engenheira Davina Braga, coordenadora da Comissão Permanente de Educação (Cped) do Crea-MG, tem contribuído com a disciplina Engenharia e Mercado, que integra a grade do curso de Engenharia Civil. As aulas são ministradas pelo pró-reitor José Antônio Sousa Neto, professor titular da disciplina.

“Tem sido uma experiência excelente! São muitos alunos em sala de aula, todos com um comprometimento impressionante. Eles já percebem a importância de estarem atentos ao mercado. Eu tenho grande experiência em gerência de projetos, então estou compartilhando essas informações”, contou Davina. A engenheira também aborda temas urgentes e atuais, como a paralisação de obras e a captação de recursos.

De acordo com o professor José Antônio, a participação de Davina enriquece os debates e amplia o contato dos estudantes com temas da engenharia e o Crea-MG. “Ela possui um conhecimento incrível e está sempre disponível para tirar as dúvidas da turma”, destacou José Antônio.

Visita

Na última segunda-feira (14), a EMGE promoveu uma visita ao Conselho, aberta a alunos de todos os períodos. A programação incluiu palestra com o superintendente de Relações Institucionais do Crea-MG, engenheiro civil Jean Marcos Ribeiro, que falou aos estudantes sobre a importância do trabalho de engenheiros. “Um país sério precisa se desenvolver com qualidade e segurança e isso depende de uma boa engenharia. Precisamos da capacitação da escola e da fiscalização dos Creas para que os profissionais atuantes sejam habilitados para os serviços”, explicou.

O gerente de Fiscalização, engenheiro eletricista Nicolau Neder, mostrou aos visitantes os processos de fiscalização e a necessidade de sua realização. “Nosso objetivo é promover um serviço de qualidade para a sociedade e para isso temos que garantir que os postos de trabalhos sejam ocupados por profissionais habilitados”, ressaltou. Para finalizar, o assessor técnico especializado Maycon Juan apresentou o Crea Jr-MG, do qual já foi presidente, e o supervisor da Gerência Técnica Ciro Eustáquio Dias deu orientações sobre preenchimento de Anotações de Responsabilidade Técnica (ART).

Credenciamento

Em junho de 2018, Davina visitou a EMGE juntamente com o conselheiro Bernardo Abraão Lopes. Eles reuniram-se com a pró-reitora Anacélia Santos Rocha e professores integrantes do Núcleo Docente Estruturante (NDE). O objetivo do encontro foi acompanhar e avaliar as alterações realizadas na grade curricular do curso de Engenharia Civil, de forma a garantir aos futuros profissionais todas as atribuições concedidas pelo CREA.

“O Ministério da Educação (MEC) autoriza o início do curso, diz que pode funcionar, mas ao final quem dá as atribuições é o CREA, através das Câmaras Especializadas. Então o que nós fizemos foi exatamente orientar, deixar sugestões para que o aluno da EMGE tenha todas as atribuições que são determinadas pela legislação”, explicou Davina. De acordo com a conselheira, o exercício da Engenharia, a atuação do CREA e a sua relação com as instituições de ensino são guiados, principalmente, pela Lei 5194/1966 e as resoluções nº 218/1973 e nº 1073/2016 do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea).

Desde então, Davina tem se mostrado bastante animada. “A Escola está de parabéns porque entendeu o procedimento e conseguiu alternativas para que o aluno realmente saia com todas as atribuições para trabalhar no mercado. Estou encantada, a impressão é a melhor possível. Quanto às aulas, já avisei ao José Antônio: quero continuar participando sempre”, afirmou.

Confira fotos da visita realiza na última segunda-feira: