Dia Internacional da Proteção de Dados: Dom Helder e EMGE intensificam ações

Nesta semana foi comemorado o Dia Internacional da Proteção de Dados, criado na Europa para conscientização sobre a importância da privacidade na internet. No Brasil, a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) foi sancionada em 2018 e entrará em vigor em agosto deste ano.

Pensando nisso, a Dom Helder Escola de Direito e a Escola de Engenharia de Minas Gerais estão em pleno processo de adequação às novas normas, de forma a proteger seus dados de possíveis compartilhamentos entre empresas.

Uma das iniciativas em andamento é a capacitação dos funcionários, coordenada pelo gerente de Tecnologia da Informação (TI) da Dom Helder e EMGE, Cristiano Lacerda, em parceria com a InfoAction, empresa especializada na segurança da informação.

“Nosso treinamento visa evitar o vazamento de dados tanto na forma analógica quanto tecnológica, repassando aos funcionários maneiras de se proteger e proteger os dados de outrem”, diz Cristiano, que também oferece dicas para evitar que seus dados sejam sequestrados ou usados para hackear contas bancárias. “Passar somente dados pessoais, ler os termos de compromisso e responsabilidade e ter total consciência para quem você está passando seus dados, uma vez que nada na internet é de graça, seus dados podem ser comercializados”.

Em seu artigo “Uso de dados pessoais e a proteção legal”, o professor de Direito Civil e Processo Civil da Dom Helder Escola de Direito, Renato Campos Andrade, explicou de forma clara de quais formas os dados podem ser vendidos na internet e os tipos de punições que podem ser implicados em caso de infração da Lei 13.709/2018.

Saiba mais:
• Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais e o impacto nas escolas