Conhecer, pensar e agora: fazer!

Por Willio Campos

É hora de sujar as mãos de terra, de suar a camisa, de reunir a galera entorno de uma mesa e fazer aquela caixinha coletora de pilhas decorada com material reciclado.

Através desta caixinha no ponto de coleta que muitos quilos de material eletrônico, que seriam descartados como lixo comum viram novas ideias. A consciência ambiental pressupõe mudança de comportamento como resultado de uma mudança de olhar. O que antes não funcionava passa a ser matéria-prima para novas ideias.

Essas ideias são fonte para a mudança do ambiente escolar. É em um muro pintado ou o um canteiro capinado que os alunos ganham oxigênio para fortalecer as relações e fazer com que mesmo em adversidades um novo ambiente possa ser (re)construído. É fazer a diferença em um mundo que precisa de ações.