Artigo

Por José Antônio de Sousa Neto*

Entender a nossa história é entender a história das estrelas. Nossas origens passam por entender a vida destes astros e como os monumentais encerramentos de seus ciclos de existência trazem nova vida para o universo. Isto porque é no interior das estrelas que o material do início do cosmos é transformado. Cada átomo de nosso corpo e de toda a matéria que nos cerca é resultado de uma reciclagem cósmica que acontece no interior delas em seus épicos ciclos de vida. Nascidas em nebulosas, elas existem por bilhões de anos até que se encerram com explosões de imensas proporções.

Tudo na Terra e no universo é reciclado. Vejamos por exemplo as rochas calcárias. Formadas a partir de fósseis e acumuladas em sedimentação ao longo de milhões e milhões de anos não deixa de ser impressionante constatar, por exemplo, que fósseis de criaturas marítimas, podem ser encontradas no topo do Monte Everest. Tudo, das montanhas até nós, é feito do mesmo material. São 92 variedades de átomos/elementos formando um conjunto químico que se estende muito além de nosso planeta.

Veja o artigo completo!