Sistema de construção pré-moldada chama atenção em visita técnica da EMGE

Foi possível conferir de perto o sistema de gestão de resíduos, observação de campo importante para a formação na EMGE (Fotos: Thiago Ventura/DomTotal)

Estudantes do 1º período de Engenharia Civil da EMGE conheceram obra da MRV Engenharia no programa Portas Abertas


Por Thiago Ventura

A oportunidade de ver in loco uma construção animou estudantes o do primeiro período de Civil da Escola de Engenharia de Minas Gerais- EMGE, nessa terça-feira (10). Os acadêmicos visitaram as obras do residencial Parque Dakota, empreendimento no bairro Granja Viana em Betim, na Grande Belo Horizonte, uma oportunidade do projeto ‘Portas Abertas’ da empresa. Os alunos foram acompanhados pela professora Aline Oliveira, coordenadora do curso de Engenharia Civil.

No local, foi possível conferir o sistema construtivo de paredes moldadas in loco. Concreto é aplicado em formas de alumínio manoportáteis, garantido maior rapidez na execução da obra.  Além disso, foi possível conferir de perto o sistema de gestão de resíduos, observação de campo importante para a formação na EMGE, que tem como eixo direcionador a Engenharia Sustentável.

“Foi muito legal e produtivo e conseguimos mostrar um pouco do nosso dia a dia e nossa realidade, além e expectativas do setor e da carreira. Mostramos ainda um pouco da dinâmica da MRV e dos processo construtivos”, disse Viviane Quintão, engenheira responsável pela obra e que acompanhou a turma da EMGE.

“Achei a obra incrível e foi uma grande chance conhecer um pouco mais da área que pretendo atua”, contou o aluno Matheus Almeida. “Tirei bastante dúvidas para saber se quero ou não atuar nessa área”, completou Nathallya Alves.

Para a coordenadora do Curso, Aline Oliveira, essa vivência em campo é fundamental para que os alunos tenham a certeza da profissão escolhida. “A visita é importante para apresentar uma parte da realidade e da aplicação da Engenharia Civil aos estudantes. É bom que eles se sintam confortáveis com o ambiente e apreciem a execução das técnicas construtivas. Os estudantes tiveram contato próximo com as atividades e com os profissionais que atuam em uma obra da construção civil”, avaliou.