Engenharia Civil – Moradias sustentáveis para idosos

Com objetivo de tornar a vida de idosos mais independente e autônoma, alunos de ENGENHARIA CIVIL da EMGE vêm estudando e elaborando projetos de moradias de baixo-custo e que tornem a vida de idosos e pessoas com necessidades especiais mais fácil.

O projeto inicial foi baseado em uma moradia pequena de 90 m² (noventa metros quadrados), composta por 2 (dois) quartos, cozinha conjugada com a copa estilo americana, despensa, sala e banheiro. O que poderia ser apenas uma casa comum, na verdade foi ESTUDADA MINUCIOSAMENTE VISANDO À MOBILIDADE, PRATICIDADE, COMODIDADE E AUTONOMIA dos seus moradores.

Algumas das “funcionalidades” incluídas no projeto são: piso totalmente antiderrapante e sem degraus; portas amplas; banheiro com pré-adaptação, isto é, semi suíte; lavatório do lado de fora; quartos amplos com espaço para armários embutidos e rouparia; entre outros. Na cozinha, a despensa com armários embutidos facilita a limpeza e é uma opção melhor que armários suspensos, que dificultam o manuseio. A pintura de toda a casa é em tinta lavável; os interruptores e tomadas são ajustados ao nível do braço, impedindo que o usuário levante ou abaixe e a iluminação é acessível.

Houve também uma preocupação com a SUSTENTABILIDADE. Para isso, o projeto de Engenharia Civil conta com placa de energia solar para água quente na cozinha e no banheiro e calha coletora de água de chuva com reservatório. Além disso, outros itens poderiam ser acrescidos tais como placa de energia elétrica, telhados verdes (ecológicos), porém, no momento, se tornam economicamente inviáveis devido ao alto custo.

Moradias autônomas e funcionais impedem que muitos acidentes aconteçam dentro da própria casa. Eventos que, em se tratando de idosos, muitas vezes podem ser fatais. Pequenos cuidados na adaptação dessas casas melhoram consideravelmente a QUALIDADE DE VIDA dessas pessoas. Todas essas adaptações possuem um custo-benefício muito grande.

Existe uma preocupação evidente por parte dos estudiosos de segmentos da Engenharia Civil que é a melhoria na qualidade de vida das pessoas, indistintamente. A ACESSIBILIDADE para idosos e portadores de necessidades especiais deve ser uma premissa básica na construção.

Breno Gregório, estudante do primeiro período de Engenharia Civil da EMGE

 

Clique aqui e saiba mais sobre o evento que envolveu os projetos do Primeiro Período de Engenharia Civil da EMGE.

 

 

Clique aqui para ver o álbum de fotos completo e mais informações sobre o Trabalho