A QUÍMICA QUE LIGA: Educação e Inovação

Formação técnica e humana durante aulas de Química Geral da EMGE

Na última sexta-feira (10/11/2017), os alunos da turma A do Primeiro Período da EMGE vivenciaram uma EXPERIÊNCIA POUCO USUAL PARA FIXAR E REVISAR o conteúdo adquirido na disciplina de Química ao longo do semestre: apresentações de músicas no espaço de convivência em comum (sala Lounge) do campus.

Orientados pela professora Aline Oliveira, os discentes realizaram um trabalho de criação de paródias, utilizando como referência, desde o tema do seriado Chaves, passando pelo funk até chegar a MPB, para tratar de diversos assuntos da disciplina, como por exemplo, eletronegatividade, tabela periódica, ionização e afinidade eletrônica.

ATIVIDADES COMO ESSA, PROPORCIONAM OUTROS BENEFÍCIOS ALÉM DO CONHECIMENTO, como uma maior interação entre os estudantes, quebra de paradigmas e comunhão de experiências de vida.

O ápice do momento aconteceu ao término das apresentações, onde tocados pelo momento, alguns dos acadêmicos, solicitaram a palavra e dividiram com os demais, impasses e dificuldades vividas diariamente que interferem diretamente no desempenho. Por conseguinte, o restante da classe foi ao encontro dos colegas e demonstrou, que a APESAR DA INDIVIDUALIDADE DE CADA UM, TODOS FAZEM PARTE DE UM GRANDE “TIME”, E A PARTICULARIDADE DE CADA PESSOA, FAZ A DIFERENÇA!

Apesar de pouco tempo de existência, o curso de Engenharia Civil da EMGE, já vem demonstrando o porquê veio: além de educar, ele visa a formação de profissionais capacitados, usando didática e propostas inovadoras, proporcionando momentos únicos na vida das pessoas.

Guilherme Galvão

Estudante e Representante da turma CIVI1NA – Engenharia Civil EMGE